Visite aqui a nossa loja!

Problemas de Pele

Dermatologia

Dermatite Atópica - Hidratação da pele é o factor chave

Problemas de Pele


Quem tem dermatite atópica possui uma pele muito sensível e reativa que exige cuidados específicos.

Pele normal e pele atópica
Pele normal e pele atópica


Uma barreira frágil

É quase sempre durante o primeiro ano de vida que a dermatite atópica se declara. Na maioria dos casos, no doente ou nos familiares, para além das manifestações na pele existe, ao longo da vida, asma e/ou rinite alérgica. A tendência para este tipo de doenças chama-se atopia.

Pele irritada e sensação de comichão
Pele irritada e sensação de comichão


Sinais e sintomas

Os principais sintomas são: pele seca com comichão, vermelhidão e descamação, associadas a irritação. Apesar da doença ser crónica não é contagiosa. 

Nas crianças começa por se manifestar no couro cabeludo e no rosto, especialmente nas bochechas. Tem tendência a evoluir com a idade para as zonas de flexão como a dobra dos cotovelos e dos joelhos, pescoço, pulsos, tornozelos e/ou pregas entre as nádegas e as pernas. Nos adultos, embora mais raro, podem aparecer lesões, sobretudo, nas zonas de flexão, na nuca e no rosto.

A tendência é para coçar, mas quanto mais se coça, mais se acentua a irritação e mais comichão se sente ficando a pele mais vulnerável a agentes infeciosos como as bactérias e vírus.

A dermatite atópica evolui por ciclos, com períodos de acalmia a alternarem com outros de maior intensidade, podendo o stress, a exposição a fatores ambientais como temperaturas extremas e poluição ou produtos irritantes, desencadear os sintomas.


Muitos nomes, uma só doença:

Dermatite atópica, eczema atópico ou dermite atópica. São apenas sinónimos, nomes diferentes para a mesma doença.


Fases da dermatite atópica

  • Aguda - existência de exsudado, vesículas, pápulas e bolhas;
  • Subaguda - lesões serosas, rubor, escamação e crostas;
  • Crónica - Fissuras, descamação, pele seca e eritema.


Gestos de suavidade

Existem alguns cuidados que ajudam a aliviar os sintomas:

1. Evitar fatores irritantes e desencadeantes:

  • Procure identificar as substâncias que desencadeiam sintomas e evite-as;
  • Evite banhos quentes e prolongados;
  • Na sua higiene corporal evite sabões irritantes ou muito concentrados;
  • Seque a pele com uma toalha macia, limpando-se com gestos suaves, sem esfregar;
  • Procure não coçar as lesões e mantenha as unhas curtas e limadas;
  • Use roupas de algodão e lave-as com detergente para pele sensível, enxaguando bem para remover todos os restos;
  • Evite ambientes muito aquecidos e secos;
  • Limite as atividades que o façam transpirar muito;
  • Tente gerir as situações causadoras de stress.

Pele profundamente hidratada
Pele profundamente hidratada


2. Hidratar a pele de forma adequada e continuada:

A hidratação é um fator essencial na prevenção e controlo da dermatite atópica:

  • Aplique um hidratante diariamente após o banho e, se possível, repita a aplicação ao longo do dia;
  • Cuide sempre da pele mesmo depois das lesões desaparecerem;
  • Deve optar por produtos hipoalergénicos.

Aplicação de produtos para a pele atópica
Aplicação de produtos para a pele atópica


Produtos a usar

  • Produtos que atuam na comichão e secura cutânea - cremes com dexapantenol. Aplicar várias vezes ao dia;
  • Produtos para o banho sem sabão - óleo de soja e aveia coloidal;
  • Produtos que atuam no exsudado da fase aguda - óxido de zinco. Aplicar várias vezes ao dia. Cremes Cu/Zn (cobre e zinco). Aplicar várias vezes ao dia;
  • Corticosteroides tópicos - hidrocortisona 1% pomada ou creme. Aplicar até 3 vezes ao dia num máximo de 7 dias, no adulto.


Fontes
iSaúde
Revista Farmácia Distribuição

 

 

Também lhe poderá interessar