Visite aqui a nossa loja!

Farmácia de Família

Sistema digestivo

Obstipação nas crianças. Uma dor de cabeça para os pais

Farmácia de Família


A obstipação é uma situação frequente e afeta 30% das crianças. A obstipação nas crianças pode surgir em qualquer idade mas, por norma, manifesta-se sobretudo em 3 períodos de crescimento: na diversificação alimentar (introdução de sólidos ou derivados do leite); na fase de treino do bacio e na entrada para a escola. No entanto, a maior parte das situações ocorre na idade escolar.


Que tipos de obstipação existem?

Existem dois tipos de obstipação: a obstipação funcional e a obstipação crónica ou recorrente.

Obstipação funcional

A obstipação funcional ocorre em 90 a 95% das crianças, não se consegue identificar uma causa orgânica e é um problema que exige a toma de medicamentos.

Obstipação crónica

A obstipação crónica pode ser causada por doenças neurológicas, endócrino-metabólicas e anatómicas. No entanto, também pode ocorrer como resultado de fatores ambientais, psicossociais ou ambos.

Alimentos ricos em fibras
Alimentos ricos em fibras


Podemos prevenir a ocorrência de obstipação nas crianças?

A prevenção da obstipação passa por instituir uma dieta rica em fibra e pela ingestão adequada de água.

Assim os alimentos ricos em fibras são:

  • Fruta (pera e maçã, de preferência com casca, ameixa e figos, frutas secas);
  • Cereais (fibra, farelo);
  • Vegetais (feijão, batata doce).

Alimentos que deve evitar:

  • Banana;
  • Arroz;
  • Cenoura;
  • O excesso de leite (> 500 ml/dia) também é obstipante.

A hidratação oral, considerando que a quantidade ingerida deve ser proporcional ao peso da criança. Isto significa que:

  • Para uma criança com 5 kg é necessária a ingestão de 500 ml de fluidos;
  • Para uma criança de 10 kg a ingestão deverá ser de 1000 ml de fluidos;
  • Para uma criança com 20 kg a ingestão deverá ser de 1500 ml de fluidos.

Enema
Clister/Enema


Como devemos atuar no caso de haver obstipação?

Se verificar que a criança tem fezes acumuladas, o tratamento deve iniciar-se com a limpeza do intestino através, nomeadamente, do uso de clisteres/enema, com a duração máxima de uso de uma semana.

Podem também ser utilizados laxantes mas estes terão de ser obrigatoriamente prescritos pelo médico pediatra. Os laxantes devem ser associados a uma alimentação rica em fibra (como já foi referido) e à aquisição de hábitos intestinais normais através da utilização regular da casa de banho.

De facto, as crianças quando estão a aprender a utilizar o bacio não devem ser pressionadas a adquiri-lo precocemente, porque isso pode criar ansiedade e iniciar um ciclo vicioso de retenção das fezes. Já as crianças mais velhas devem ser ensinadas a utilizar a sanita ou o bacio, 1 a 2 vezes por dia, principalmente após as refeições (já que neste período o trânsito intestinal é mais intenso) e encorajadas a não fazer retenção das fezes durante as aulas ou os períodos de recreio.


A obstipação tem causas ambientais?

Sabe-se que o início da obstipação nas crianças em idade escolar é maioritariamente causado por alterações ambientais (passagem do ambiente de casa para a escola), stress e alterações no padrão de evacuação (por exemplo, medo de utilizar a casa de banho da escola; sair de casa à pressa de manhã). Por essa razão é fundamental os pais e professores dialogarem para tentar minimizar o stress associado a estas alterações e assim criarem uma melhor saúde para o intestino (que será vital para o equilíbrio do intestino para o resto da vida).

António Hipólito de Aguiar

António Hipólito de Aguiar
(Farmacêutico; Docente Universitário)

 

 

Também lhe poderá interessar