Visite aqui a nossa loja!

Farmácia de Família

Fungos

Candidíase oral - Não engolir sapos

Farmácia de Família


A candidíase é uma infeç
ão causada pelo fungo Candida Albicans. Este tipo de fungos habita geralmente em zonas quentes e húmidas do corpo, como os olhos, a boca ou os órgãos genitais femininos.

A candidíase quando afeta a boca ou a garganta, designa-se por candidíase oral ou mais vulgarmente por “sapinhos” nos bebés e crianças.  


Sintomas 

  • Existência de placas esbranquiçadas na boca, garganta e/ou língua;
  • Vermelhidão e inchaço na garganta e boca;
  • Dificuldade a comer e engolir;
  • Ferida nos lábios e cantos da boca;
  • Dor;
  • Irritabilidade.


Fatores de risco 

A candidíase oral pode afetar qualquer faixa etária. É mais comum quando: 

  • Sistema imunitário debilitado (por exemplo em casos de quimioterapia, radioterapia e HIV);
  • Uso de antibióticos e corticosteroides inalatórios;
  • Diabetes descontrolada;
  • Uso de contracetivos orais; 
  • Gravidez;
  • Uso de próteses dentárias.
     
Candidíase oral - Tratamento
Candidíase oral - Tratamento


Tratamento 

A candidíase oral é tratada com a aplicação local de produtos antifúngicos (por exemplo géis e sprays) no intervalo entre as refeições. Se a infeção for persistente, são prescritos, pelo médico, antifúngicos orais, de forma a evitar o retorno da infeção. 

Como adjuvante da terapêutica medicamentosa existem algumas medidas que se destinam a aliviar a duração da infeção e a reduzir a sua transmissão: 

  • Efetuar o tratamento até ao final;
  • Nos bebés, a aplicação de produtos antifúngicos é extensiva aos objetos que contatem com a boca (por exemplo, chuchas e tetinas) e quando o recém-nascido é amamentado, coloca-se também nos mamilos da mãe;
  • Manter boa higiene das mãos antes e depois de comer ou da mamada no caso dos bebés;
  • Nos jardins de infâncias, não permitir troca de chuchas;
  • Ferver talheres, copos e pratos das pessoas infetadas.
Candidíase oral - Prevenção
Candidíase oral - Prevenção


Prevenção/Cuidados a ter 

  • ter uma higiene bucal adequada – escovar os dentes 3x ao dia e usar o fio dental pelo menos 1x ao dia 
  • usar um colutório para bochechar a boca 
  • ingestão de iogurte simples não açucarado e um suplemento de Lactobacillus acidophilus (ex. cápsulas, gotas, pós) permitem o reequilíbrio da flora da boca e da garganta 
  • no caso do uso próteses dentárias, estas devem ser bem lavadas diariamente 
  • reduzir a ingestão de alimentos açucarados 
  • no diabético – manter a glicémia controlada 
  • no tratamento com corticosteroides inalados – aplicar a técnica correta de inalação, usar uma câmara expansora e enxaguar a boca após cada inalação  

A candidíase oral é contagiosa e pode espalhar-se pelo organismo, impedindo uma nutrição adequada e causando sérios problemas de saúde. Para evitar situações complicadas, na presença de um ou mais sintomas contate com o seu farmacêutico. 


Fontes
iSaúde
Revista Farmácia Distribuição

 

 

Também lhe poderá interessar